domingo, 12 de março de 2017

Livro do fim-de-semana #41

Eu já sabia que íamos gostar muito deste "O dia em que os lápis voltaram a casa" de Oliver Jeffers. Eu cheguei mesmo a gargalhar, juro! Eu gosto muito de livros infantis, adoro uma boa história, com boas ilustrações e com muito humor. E este livro tem isso tudo. Claro que só tem mais impacto depois de se ler e reler (como foi o nosso caso) "O Dia em que os lápis desistiram", o primeiro da história destes amigos lápis que tem bons motivos para querem sair de casa, mas ainda melhores para decidirem voltar. A verdade é que nunca mais consegui olhar os lápis da mesma forma. Coitado o vermelho que pinta tantos telhados e nunca tem descanso. Mas o que dizer do grená que só foi utilizado uma vez para realçar uma ferida? Eu também ia querer fugir...
Mas bom, todos eles estão de regresso a casa do Duarte e prontos para novas aventuras e para o vermelho vivo, que tinha sio deixado junto a uma piscina numas quaisquer férias de verão, há muito que a aventura começou. Para chegar a casa, está cada vez mais longe em viagens mirabolantes que fazem mesmo rir!
Se quiserem oferecer bons livros aos miúdos, este é um deles! Há semanas que não sai da sala!

Uma mesa bonita para a Páscoa

Falta praticamente um mês para a Páscoa e eu já ando com as antenas no ar em busca de ideias giras para fazer com os miúdos.
Apesar de não ser uma época festejada como o Natal, com a casa decorada a rigor, a verdade é que eu gosto sempre de fazer algum apontamento sobretudo para a mesa. Os miúdos adoram pintar ovos ou fazer postais e por isso acabamos sempre por fazer alguma coisa especial. Cá por casa gostamos muito de aproveitar o fim-de-semana grande da Páscoa para umas miniférias, mas se ficamos por casa, gosto de juntar a família à mesa e ter uma decoração especial.
Numa vista de olhos por esta internet fora, encontrei ideias simples e fáceis de fazer que as quero deixar aqui, em jeito "não esquecer" ou para quem quiser fazer uma mesa especial. De biscoitos, a garrafas de vinho personalizadas (que podem emprestar a ideia para as garrafas de sumo dos pequenos, de marcadores de mesa simples, passando por ovos cozidos ou estrelados bem divertidos (!) há muitas coisas para fazer.
Ora espreitem:

Alguém capaz de dizer não  um pequeno-almoço de ovos e bacon?




Os meus miúdos gostam muito de ovos cozidos e tenho a certeza que vão querer ter uns iguais nesta Páscoa. Uma ideia a aproveitar até para um piquenique na praia para quem vai de férias!





sábado, 11 de março de 2017

Em modo Tabuada non stop


Houve uma altura em que pensei que já não sabia a tabuada. Quando me perguntavam uma conta rápida de multiplicar, de tanto usar calculadoras, parecia que andava mais esquecida... e se calhar andava.
Mas não ando mais. Há semanas que o miúdo traz para casa tabuadas para fazer: duas desta, duas daquela, mas este fim-de-semana, traz como TPC faz 5 vezes cada tabuada já aprendida: 2, 3, 4, 5, 6 10. 5 vezes!
Ele já fez três. Já me disse a cantar todas. Já me respondeu a montes de perguntas rápidas.
Eu tento mostrar o lado divertido da coisa, se é que há. E andei em busca de tabuadas que ele gostasse de ler... Tudo serve para uma continha a meio do almoço ou do lanche... Tabuada. Tabuada. Tabuada. Tudo gira em torno da tabuada este fim-de-semana.
E eu juro que ele vai ficar a saber a tabuada na ponta da língua...

quarta-feira, 1 de março de 2017

Olá Março

O mês que traz a Primavera.
O mês em que chega o horário de Verão.
O mês em que apetece trocar o sofá pelo banco dos jardins.
O mês em que quero muito ter mais tempo para os meus, sair mais, ser ainda mais feliz.
Um dos meus meses preferidos do ano inteiro.
O meu mês.
Olá Março.

domingo, 19 de fevereiro de 2017

Estes últimos dias



Organizei nesta última semana o maior evento em que alguma estive envolvida. Uma experiência incrivel, mas de uma responsabilidade enorme que não me deixou espaço para mais nada. Aprendi imenso, mas trabalhei a um ritmo completamente assustador! Poucas horas de sono, estado em alerta máxima, ideias ao rubro.
Nos entretantos, os miúdos voltaram aos testes e o estudo voltou a intensificar-se cá por casa.
Começámos a sonhar com as férias e traçamos os primeiros planos para umas escapadinhas.
Definimos também que as manhãs dos primeiros domingos de cada mês são passadas num museu. Por ser um momento completamente absorvente para todos e sem grandes margens para passeatas, começámos pois pelo nosso querido Palácio de Mafra que os miúdos já tão bem conhecem e por onde passamos todos os dias, e onde vale sempre a pena voltar. Sempre.
Temos andado a cozinhar como gente grande! Aos domingos saem feijoadas, cozidos à portuguesa, assados apetitosos no forno e muitas invenções. Cozinhados de inverno que ainda sabem melhor quando passamos tantas horas a trabalhar em casa nos dias de suposto descanso!
Que chegue o Carnaval e o primeiro feriado de 2017, que tanto estou a precisar! Que venha de lá a Primavera e os dias compridos!

domingo, 29 de janeiro de 2017

Herança literária


A miúda mais nova anda fascinada com o Universo "Anita". Anita sim, não Martine, que ela nem sabe nem sonha que a menina mudou de nome. Trouxe duas semanas seguidas livros da Anita da biblioteca da escola e quando a irmã mais crescida foi buscar os dois que tem no quarto dela, fui obrigada a lê-los de uma rajada! A coisa "piorou" este fim-de-semana, quando a minha mãe trouxe meia dúzia dos livros que tinha lá por casa quando era eu que tinha 6 anos! Parece a miúda que recebeu um autentico tesouro e na verdade foi uma herança... uma herança literária!
Eu era mega fã dos livros da Anita e ainda me lembro de algumas das histórias quase de cor. Como temos o mesmo nome, pais, avós e tios e padrinhos gostavam de me oferecer os livros e eu bem que sonhava que também sabia andar a cavalo, que viajava num balão e andava no balet! Lembrava-me de quase todos os títulos e capas, só não me lembrava, ou não tinha essa consciência, como os livros eram escritos, porque ao lê-los agora vê-se que são bem antigos. Têm um tom tão coloquial e certinho! A Anita tem os seus amigos, vai para casa da sua tia, a sua mãe faz-lhe um vestido... seu, sua, seus, suas!
Os diálogos, as descrições, ilustrações é tudo tão diferente dos livros que os miúdos têm agora à disposição, que se torna ainda mais divertido voltar a ler.
Para além dos livros da Anita, a minha mãe ainda trouxe outros, também da Verbo Infantil que eu já nem me lembrava que tinha. A Matilde esteve horas de volta dos livros. Viu um por um e eu sei que a semana vai ser toda de regresso à minha infância e lê-los um por um...

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

DIY do Dia #59


Vocês sabem que adoro Festas de Anos personalizadas. Tanto para adultos como para crianças, mas claro que as de criança têm sempre uma outra magia. O meu filho nunca gostou de dinossauros e eu sempre achei que é dos temas mais giros de explorar. Ainda tenho esperança que venha a gostar porque há milhares de ideias giras para fazer. Tenho umas tantas guardadas. Esta que encontrei pelo Pinterest partilho convosco, não a consigo guardar, simplesmente! Adoro!
Qual a criança que não vibra com balões? Estes são super simples de caracterizar e nem precisam de hélio para ficar suspensos. Podemos enchê-los em casa e com cartolinas desenhar a cabeça, as patas e a cauda dos dinossauros. Não precisam de ficar desenhos perfeitos. Imperfeitos acho que ainda funciona melhor!
Quem se atreve a experimentar?